[FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Compartilhe
    avatar
    Audrey Santos
    The Godfather
    The Godfather

    Masculino Número de Mensagens : 141
    Idade : 28
    Pontos : 240
    Data de inscrição : 25/02/2009

    [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Audrey Santos em Ter 28 Jul 2009, 11:08

    Olá pessoal! Essa fanfic como podem ver pelo ano de edição, já faz um boooooom tempo que eu a escrevi. Com certeza tem algo aí que possa não agradar a alguns, mas foi a minha segunda fanfic e eu ainda estava ''engatinhando'' digamos assim, nesse ramo. Hoje já escrevi mais de oito e tenho algumas planejadas para o futuro. Relevem algumas coisas e tentem avaliar ela como um todo beleza?

    Espero que gostem, confesso que eu ri muito relembrando dessa historia e lendo alguns textos meio ''insanos'' dela.


    Lara Croft: Tomb Raider
    ( O Castiçal de Yek )


    Nome do Autor + Nick: © Audrey Santos (Audrey)
    Titulo Do Relato: Lara Croft: Tomb Raider O Castiçal de Yek
    Ano De Edição: 2006
    País: Brasil (Rio de Janeiro)

    Sábado, 26 de agosto de 2006

    Os acontecimentos que lhes serão repassados a seguir, foram trazidos até mim, por uma fonte fidelíssima e incontestável há um mês atrás. Fiquei na dúvida se os colocaria nessa publicação, mais se tratando da pessoa mais enterada no mundo sobre arqueologia, não podemos deixar de publicar as anotações valiosíssimas da arqueóloga inglesa, Lara Croft. Mesmo sabendo que ao publicar suas anotações, poderão resultar em vários processos ao jornal ''The Times'', resolvi em comum acordo publicá-las com o consentimento do editor chefe Gerald Hunter. Partindo do princípio em que nós do jornal, entramos em contato com a envolvida, e por parte dela, como sempre, não querer dar entrevistas, publicaremos essa matéria.

    Esperamos que Lara Croft não tenha a nós, como mais um de seus inimigos, e sim como amigos para que ela possa confiar a todo o momento para retratar fielmente todas as suas palavras e sentimentos. As anotações da qual tivemos acesso, ocorreram entre os dias 03 à 13 de Janeiro de 2001, dois anos após o terrível acidente no qual Lara foi soterrada pelos escombros da tumba do deus egípcio Seth. Por se tratar de 10 páginas, nós publicaremos duas semanalmente, deixando ainda assim um espaço de tempo para a envolvida poder se pronunciar entre uma publicação e outra.

    Abaixo as duas primeiras anotações que ocorreram nos dias 03 e 04 de Janeiro de 2002:

    Dia 03 de Janeiro de 2001

    8:00 - Hoje, se tudo der certo, vou começar mais uma escavação e o dia promete ser longo e muito proveitoso. Conheci aqui na Espanha, um novo artefato graças ao meu amigo Brad e o irmão dele Josh que não deram com as línguas nos dentes e não contaram a ninguém, onde estou. Pelo menos até agora.
    8:30 - Será que esse hotel onde estou poderia ser pior? Não posso deixar de lembrar para nunca mais vir aqui nesse Palace Hotel. A única coisa que está salvando a minha estadia, é a minha vontade de encontrar logo o Castiçal de Yek. Até agora nem o Josh e nem o Brad me ligaram, o que será que aconteceu?

    9:00 - Estou ficando preocupada com o Brad, ele estava com uma gripe tão forte ontem, um homem daquele tamanho ter sido abatido por uma gripe é revoltante.

    9:50 - Liguei para o Brad e quem me atendeu foi a esposa nojenta dele, me disse que ele está muito doente e que não pode falar com ninguém. 10:30 - Já tomei café da manhã e já liguei para o Josh. Me prometeu que daqui a meia hora estaria aqui no hotel. Vou esperar e quem sabe tirar uma soneca, porque eu sei que ele não vai chegar 11:00 mesmo.

    11:50 - Acabei de acordar e onde está o Josh? Até agora nada e nem sinal dele. Não vejo a hora de ir para o local da escavação. Infelizmente dependo dele para saber onde extamente está o castiçal de Yek.

    12:21 - Até que enfim, o Josh já ligou de novo e marcou um novo encontro só que agora às 13:00 em frente ao hotel onde ele está. Me deu uma desculpa esfarrapada e eu fingi que acreditei no que ele disse.12:55 - Já estou saindo do Palace hotel e só quero ver se o Josh não vai ir comigo de novo, dessa vez eu acredito que ele não vá fazer isso.

    15:00 - Agora estou tranquila, já conversei com o Josh e ele me disse o local exato do artefato. Está tarde para ir atrás do castiçal de Yek, então irei em sua busca amanhã de manhã. 17:00 - Vou começar a preparar as minhas roupas e as minhas ferramentas para o início do trabalho amanhã. Tomara que o jantar desse hotel hoje seja bom. Não aguento mais comer só sopa.

    18:00 - Tudo já está pronto e arrumado para amanhã. Vou descer agora ao restaurante do hotel para jantar e depois irei dar uma volta pela cidade.

    20:00 - Não me lembrava de como era bonita a cidade de Valencia. Não posso esquecer de sempre voltar aqui. Vou me deitar agora, pois amanhã o dia vai ser longo.
    Dia 04 de Janeiro de 2001

    7:00 - Hoje não posso perder tempo e acordei ainda mais cedo que ontem. Vou pedir logo o café da manhã. Graças a Deus ninguém até agora me reconheceu.
    8:30 - Liguei para o Josh e para o Brad. O Brad está melhorando da gripe e Josh disse que não poderá ir comigo hoje. Como se eu já não soubesse!.

    9:00 - Eu tenho que encontrar esse castiçal de Yek hoje de um jeito ou de outro, ou eu não me chamo Lara Croft. Já faz um bom tempo que eu não tenho nenhum artefato novo para a minha coleção.

    11:00 - Vou sair do hotel agora e vou pegar um táxi até o centro da cidade.

    12:30 - Estou tomando café numa cafeteria aqui do centro da cidade, enquanto espero o trem chegar. Que por sinal, está atrasado faz meia hora.

    14:00 - Eu e essa minha loucura de querer ter o maior número possível de artefatos, resultam nisso. Já estou a 1:20 minutos sentada dentro desse vagão do trem, sem se quer terem me oferecido umas torradas com um cafézinho.

    15:10 - Até que enfim, estou chegando. Daqui a uns 5 minutos já estarei no local, ufa! Não adiantou de nada eu acordar mais cedo, já são 15:10 e não cheguei onde eu quero.

    15:16 - Não vou escrever muito porque não tenho tempo. As pessoas já estão descendo do trem. Não vejo a hora de tomar banho com uma boa ducha.

    16:00 - Já estou hospedada e dessa vez não fiquei em qualquer hotel, procurei logo o Hilton e acertei na mosca. Seja em qual parte do mundo em que tenha uma filial do Hilton, sou sempre bem tratada. 16:30 - Agora sim, estou pronta para ir atrás do castiçal de Yek. Mas, não vou porque já está tarde, eu deveria ter acordado ou saído do outro hotel mais cedo. Amanhã sem dúvida eu começo a busca.

    17:30 - Nada melhor do que comer umas ótimas torradas com geléia de damasco na hora do café da tarde. Essas torradas do Hilton estão maravilhosas como sempre.

    19:00 - Banho já tomado, vamos então nos interar sobre o que é o castiçal de Yek e o que ele pode causar se cair em mão erradas. Vou procurar na internet para ver se tem algo sobre esse assunto. O Josh não me explicou muito bem e agora vou ter mesmo que procurar na internet, porque eu já não lembro de quase nada do que ele falou.

    20:00 - O que não é a internet. Já achei tudo o que eu poderia saber da lenda do castiçal de Yek e para o que ele foi usado em seus primórdios. Acabei descobrindo que o Castiçal de Yek, era usado pelo deus Yek para seus rituais de magia negra invocando os espíritos malígnos de uma região da Espanha (perto de onde estou hospedada), através das chamas que ele reluzia quando era-se posto uma vela em seu interior. Se a chama fosse branca, o espírito era benígno e não era o que Yek procurava. Ele só ficava satisfeito quando a chama da vela era preta e só assim com a ajuda dos espíritos poderia governar e obter juventude eterna na região onde ele agora está morto.

    21:00 - Vou me deitar e chega de escrever por hoje.

    Essas foram as duas primeiras páginas que tivemos acesso. Ainda faltam mais oito, mas somente semana que vem você poderá acompanhar os acontecimentos durante os dez dias em que a arqueóloga Lara Croft passou na Espanha atrás do quase desconhecido ''Castiçal de Yek''. Esperamos que a arqueóloga entre em contato conosco e dê seu parecer sobre o assunto. Voltamos em afirmar que a fonte por onde obtivemos essas anotações é incontestável e de nenhuma maneira, iria inventar um fato desses somente para ganhar prestígio. Até por que seu nome não foi divulgado.

    ***********************************************************

    Sábado, 02 de setembro de 2006

    Como havíamos prometido a todos vocês na semana passada, continuaremos a publicar essa semana, outros dois dias na vida da arqueóloga mais conhecida do mundo Lara Croft, através de suas anotações diárias. Os acontecimentos que você irá ler a seguir, ocorreram respectivamente nos dias 05 e 06 de Janeiro de 2001. Dois anos após o acidente em que a arqueóloga esteve sob os escombros no desmoronamento da tumba do deus egípcio Seth em novembro de 1999.

    Ainda assim, durante essa semana, mesmo após termos publicado a matéria, tentamos entrar em contato com Lara Croft, mas todas as tentativas foram em vão. Nem ela, e nem ninguém ligado a ela, deu alguma notícia sobre o seu paradeiro. Até o fechamento dessa matéria não tivemos nenhum contato com Lara Croft. Esperamos então que ela se pronuncie e dê seu veredito sobre a matéria e o que ela irá resultar com sua publicação.

    Abaixo, as páginas três e quatro das anotações de Lara Croft nos dias 05 e 06 de Janeiro de 2001:

    Dia 05 de Janeiro de 2001:

    7:00 - Acabei de acordar e estou indo ao banheiro para tomar um banho.

    8:00 - Agora, depois do banho vou ligar para o Brad e saber se ele já melhorou.

    9:00 - Já tinha me esquecido de como o Brad fala muito quando está no telefone, meu Deus! Mas que bom que ele está bem e é isso que importa. Depois do café da manhã eu vou ligar para o Josh.

    9:15 - Hora de matar a fome, a campainha acabou de tocar, vou lá ver quem é. Deve ser o café da manhã que eu pedi.

    11:00 - Eu nunca ia imaginar que era o Josh que estava tocando a campainha naquela hora. Só agora ele saiu daqui! Nem tomei café direito. Nós combinamos de nos encontrar às 12:00 no saguão do hotel. Ele também se hospedou aqui no Hilton.

    12:00 - Estou indo para o saguão do hotel nesse momento. Espero que o Josh não me faça esperar muito.

    12:45 - Até agora nem sinal dele. E não adianta ir no quarto dele, porque ninguém me atende. Eu já fui lá. Será que eu vou perder mais um dia ficando aqui a toa?

    14:15 - Deixei um bilhete para o Josh no saguão do hotel e pedi à recepcionista para entregá-lo. Eu é que não vou perder mais um dia. Já estou em frente a caverna que dá passagem para o templo de Yek, só falta saber onde essa passagem fica.

    15:00 - Tentei e não achei até agora a passagem. Vasculhei tudo e não achei nada. Bem, vasculhar tudo eu não vasculhei, por que se não já teria achado essa passagem. Eu estou sentada numa pedra dentro da caverna, apoiando sobre a minha perna para conseguir escrever.

    15:15 - Até que enfim! Achei a passagem, ela estava bem debaixo da pedra onde eu estava sentada. Eu nem acreditei! Agora vou parar de escrever para poder entrar.

    17:30 - Estou presa dentro do templo e ainda não achei o castiçal. Está tudo muito escuro e só estou com mais dois cartuchos das pistolas. Não matei muito bicho, mas não sei o que me aguarda daqui para frente.

    Dia 06 de Janeiro de 2001:

    5:15 - Isso daqui parece que não tem fim, eu ando por muitos corredores e não acho saída e nenhum sinal do castiçal. Eu estou com muito sono e até agora não dormi nada.

    5:32 - Vou tentar dormir aqui mesmo. Eu estou sentada no meio de um corredor enorme. Não dá para enxergar quase nada. Tenho as pistolas e um canivete bem perto de mim para se caso acabar as munições, já poder me defender com ele.

    7:00 - Faz uns dez minutos que eu ouvi um barulho de algo se arrastando perto de onde estou. Não tenho como enxergar nada, porque acabaram todos os flares. Só posso enxergar se atirar e mesmo assim será muito rápido. Eu não quero atirar para não chamar atenção do bicho ou sei lá o que, que está aqui por perto.

    8:30 - Não adianta, eu não consigo achar a saída desse lugar. O pior é que não enxergo nada, a essa hora o tempo lá fora já está de dia, mas aqui dentro não dá para enxergar um palmo da minha mão. Eu só consigo enxergar para escrever com a luz do meu relógio. E pior ainda, levaram a minha mochila. Só estou com esse caderno, com as pistolas e com o canivete. Não tenho mais nada aqui comigo.

    9:45 - A meia hora atrás, parecia que eu tinha escutado a voz do Josh me chamando, mas logo depois ela parou. Tomara que eu não esteja tendo alucinações tão rapidamente.

    12:00 - A fome está apertando e não comi nada até agora. Só matei alguns ratos e umas aranhas minúsculas. Que grande escavação eu me meti.

    13:20 - Eu sinto que estou começando a ficar desidratada, a minha boca está seca, quase não tenho mais saliva. Estou muito cansada.

    14:42 - Graças a Deus encontrei uma saída nesse lugar. Mais o que eu estou achando estranho, é que ela não se parece em nada com a que eu entrei.

    16:00 - Estranho, agora estou numa pequena floresta sentada numa pedra escrevendo nesse caderno. Eu não encontrei nada e nem ninguém desde que saí daquele labirinto maldito. As aranhas e os ratos que matei lá dentro, foram os meus únicos companheiros até agora. Aqui fora está fazendo um pouco de frio.

    17:25 - Estou parada em frente a um templo de pedra que tem talhado em madeira o nome Yek. Só pode ser esse o caminho para o tal castiçal. Eu vou entrar e seja o que Deus quiser.


    Semana que vem você acompanhará as aventuras da arqueóloga inglesa Lara Croft, entre os dias 07 e 08 de janeiro de 2001. Esperamos que todos estejam gostando e que a envolvida entre em contato conosco. Nós do jornal, continuaremos a árdua busca por um parecer de Lara Croft sobre o que ela acha de nós estarmos publicando suas anotações em nosso jornal, mesmo sem sua autorização. A saga atrás do artefato ''Castiçal de Yek'' está apenas começando e você não poderá perder nenhum momento dessa aventura.


    Última edição por Audrey Santos em Ter 28 Jul 2009, 11:15, editado 1 vez(es)
    avatar
    Audrey Santos
    The Godfather
    The Godfather

    Masculino Número de Mensagens : 141
    Idade : 28
    Pontos : 240
    Data de inscrição : 25/02/2009

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Audrey Santos em Ter 28 Jul 2009, 11:10

    Sábado, 09 de setembro de 2006

    Mais uma semana se passou e mais novidades nós temos sobre o caso das anotações de Lara Croft. Na manhã dessa quarta-feira, Lara Croft ligou para a redação do jornal e conversou com o diretor geral por duas horas e meia. Ela nos contou que iria processar o jornal por vários motivos e alguns deles era invasão de privacidade e difamação. Nós tentamos entrar em comum acordo com a bela moça, mas como sempre, é dura na queda, ela não aceitou nenhuma de nossas envestidas.

    Tentamos e muito e nada de acordo com ela. Conversei muito com o diretor geral da redação, Gerald Hunter e achamos melhor de início, não publicarmos mais essa semana, a continuação dos acontecimentos com a arqueóloga em janeiro de 2001. Pensamos um pouco melhor e achamos que não deveríamos deixar nossos leitores frustrados e decepcionados com a nossa equipe. Iremos mesmo após avisados de que tudo isso resultaria em processos jusdicias, publicar mais dois dias daquela jornada impressionante e instigante em que acabamos nos envolvendo.

    Abaixo, as anotações respectivamente dos dias 07 e 08 de Janeiro de 2001:

    Dia 07 de Janeiro de 2001:

    9:00 - Ontem foi tão estranho, eram quase 17:30 e o céu já estava bem escuro. Resolvi dormir por aqui mesmo do lado de fora da entrada do templo bem escondida para ninguém me ver.

    10:00 - Antes de entrar, eu vou procurar algumas frutas ou qualquer coisa que mate a minha fome e sede.

    11:00 - Eu já não aguentava mais de tanta fome. Encontrei umas frutas vermelhas e comi sem nem saber se eram venenosas ou não. Só sei que elas mataram a minha fome. Agora só falta alguma coisa para eu beber.

    11:20 - Encontrei um coqueiro cheio de cocos e já estou tomando água de coco agora mesmo. Agora posso entrar lá dentro sossegada, porque já estou de barriga cheia.

    11:45 - Eu já entrei dentro do templo de Yek a uns 15 minutos e não encontrei nada, além de um isqueiro. Até que aqui dentro não é tão escuro quanto no outro onde eu estava.

    13:00 - Até que enfim! Matei dois crocodilos e um gorila. A munição das pistolas acabou e agora vou ter que usar o canivete para me defender. Se eu matei dois crocodilos, é sinal de que aqui por perto tem água, então eu vou seguir o caminho por onde eles vieram.

    14:15 - Graças ao meu bom Deus encontrei um pequeno rio. Não quis nem saber se a água estava boa, eu sei é que ela matou a minha sede de água. Eu vou tomar um banho e depois volto para o caminho lá de dentro onde eu estava para tentar achar o castiçal de Yek.

    15:10 - Já estou dentro do templo novamente e agora eu entrei em uma enorme sala com um gigantesco espelho na parede. Tomei um susto foi comigo mesma, eu estou tão feia que nem me reconheci. Depois do susto eu comecei a rir da situação.

    16:00 - Até que o visual muda bastante nesses corredores. Tem uns cheios de musgos nas paredes, outros com teias de aranhas, com sangue... Enfim em vista do outro esse está bem variado.

    16:27 - Eu encontrei a minha mochila em frente a uma sala com várias tochas acesas. Será que é um sinal para eu continuar nessa sala? Bom, não sei. A minha mochila está completamente vazia, e quando eu pegar o disgraçado que está com as minhas coisas, coitado dele!

    18:20 - Eu estou fazendo um tour por essas salas e corredores desse templo. Pelo menos nesse eu estou vendo para onde eu vou. Tenho a sensação de que estou sendo seguida desde aquele corredor onde eu durmi e logo depois pegaram a minha mochila.

    18:43 - Não sei como eu fiz, mas acho que acabei de matar algo invisível. Acho que por extinto. Que susto eu levei! Eu estava andando e de repente alguma coisa começou a bater em mim. Peguei o canivete e tentei me defender. Se matei eu não sei, só sei é que pararam de me bater. Eles não sabem com quem mexeram.

    19:17 - Eu voltei para a sala das tochas onde encontrei a minha mochila vazia na entrada. É nessa sala que eu vou tentar dormir agora. Eu estou com muito sono. Não estou conseguindo ficar com os olhos abertos de tanto sono.


    Dia 08 de Janeiro de 2001:

    6:10 - Vou me levantar agora e tentar encontrar de uma vez por todas esse castiçal e voltar para casa. Que é outra coisa que eu não sei como vou fazer. Essa noite eu não escutei nada e nem vi nada. Dormi bastante e hoje sinto que estou disposta a procurar muito pelo castiçal e pela saída desse lugar.

    7:00 - Ainda bem que eu guardei algumas daquelas frutas vermelhas. Eu não lembro do nome delas, mas tenho certeza de que já as tinha visto em algum lugar. Eu vou comer algumas agora e vou seguir caminho.

    9:11 - Está muito chata essa minha vinda até aqui. Não encontro nenhuma diversão nisso, o Josh me paga se eu não encontrar o castiçal. Estou escutando o barulho do meu celular tocar, vou seguir o som e ver aonde vai dar.

    10:52 - O barulho parou a uns vinte minutos e eu não consegui achar o caminho de onde ele estava vindo. Vou continuar andando e tomara que eu encontre logo esse castiçal.

    12:13 - Quase fui derrubada por uma espécie de cachorro que nunca vi na minha vida. Ele passou correndo do meu lado no meio de um corredor. Ainda tentei segui-lo mas não consegui por que ele era muito rápido. Não deu nem tempo de puxar o canivete.

    14:36 - Eu estou com fome e muita sede de novo. Ainda bem que tenho algumas daquelas frutas vermelhas, mas o que vou beber é que eu não sei. Ah!! Não acredito no que estou vendo agora. Várias barras de ferros indo em direção ao teto desse corredor imenso em que eu estou. Vou ver onde elas dão.

    16:01 - Algo novo, até que enfim!!! A sala que estou agora é bem pequena, mas, apesar de que, ela é bem alta. Vou tentar chegar ao topo dela.

    17:29 - Nada de novo! Só tem uma abertura que não dá acesso a lugar nenhum. Vou continuar andando, só que agora com o canivete na mão.

    18:00 - Encontrei outra sala com espelhos, só que agora eles estão no teto da sala. Ela é meio estranha. Encontrei também um mapa dentro de uma garrafa nessa mesma sala. Pelo o que parece, o caminho dele começa bem nessa sala onde eu estou.

    19:20 - No mapa que eu encontrei, há três lugares marcados com um X. Vou tentar ir em cada um deles para quem sabe, conseguir sair daqui e encontrar o castiçal.

    20:23 - Eu estou na primeira sala marcada com um X no mapa. Tenho que confessar, assim que entrei nela tomei um susto. O chão é todo de vidro transparente. Dá para ver tudo lá embaixo.

    20:25 - Acabei de ver uns homens estranhos passando embaixo dessa sala de vidro. Um deles olhou para cima e me viu. Agora eu vou tentar me esconder, porque eles devem querer vir me matar. Seja o que Deus quiser!

    É impressionante como a cada semana a situação vai ficando mais instigante não é mesmo? Infelizmente não sabemos se semana que vem iremos publicar a continuação dessas anotações. Mande seu apelo para a própria Lara Croft através do nosso jornal. Quem sabe se com bastante pedidos de vocês, ela não acabe deixando a história ser publicada? Continuaremos tentando durante esta semana, a entrar em comum acordo com a arqueóloga e se tudo der certo, durante esta semana iremos dar um parecer a todos vocês leitores.


    Terça-Feira, 12 de setembro de 2006

    Em primeiro lugar gostaríamos de agradecer a vocês leitores que estão fazendo das anotações da arqueóloga inglesa Lara Croft, um verdadeiro sucesso. Como dissemos no sábado do último dia 09, talvez essa semana não possamos publicar a continuação da história das anotações da arqueóloga mais conhecida do mundo, Lara Croft. Conseguimos falar com ela, ontem a noite um pouco antes de fecharmos essa matéria. Segundo a mesma, nós tínhamos somente mais uma chance para parar de publicar as anotações sobre o castiçal de Yek, por que se não nós iríamos sofrer consequências com isso, pois ela iria resolver tudo ao seu modo.

    Passamos a ela, todos os pedidos de vocês leitores para que essa e outras histórias continuem a ser publicadas. Para a nossa surpresa, ela de imediato aceitou a idéia, mas relutou logo ao lembrar que nós a publicamos sem o seu consentimento. Pedimos desculpas mas de nada adiantou. Ela continuou dura na queda e disse que não quer ter que vir ao nosso jornal para resolver o assunto. Deixamos aqui o nosso pedido de desculpas e que ela venha sim até a empresa para todos conversarmos melhor e resolvermos tudo isso como pessoas civilizadas que somos. Voltaremos a dar novas notícias, assim que conseguirmos voltar a falar com Lara Croft.

    ************************************************************

    Sábado, 16 de setembro de 2006

    Seríamos hipócritas se disséssemos que não esperávamos uma boa repercussão sobre as matérias das anotações da arqueóloga inglesa Lara Croft desde o dia 26 de agosto em nosso jornal. Mas o assunto tomou proporções maiores do que as esperadas. Desde o dia da primeira publicação dessas anotações, vínhamos fazendo uma enquete sobre quantas pessoas iriam ler essas matérias. Hoje temos a resposta. Nove entre dez pessoas já leram todas as matérias produzidas pelo repórter John Glenn desde o começo do mês sobre as tais anotações.

    Tentamos por inúmeras vezes entrar em contato com Lara Croft, mas ela nunca estava em casa ou atendia ao nosso telefonema. Somente depois da terceira semana em que publicamos suas anotações, é que ela entrou em contato conosco. Disse que iríamos ter que responder a vários processos na justiça. No último dia 18, deixamos um pedido no jornal para que arqueóloga viesse a nossa redação para conversar melhor e esclarecer tudo. Lara Croft não se pronunciou e tudo continuou como estava.

    Infelizmente nesse sábado não iremos publicar a continuação das anotações de Lara Croft atrás do ''Castiçal de Yek'' na Espanha. Pedimos imensas desculpas, só que agora é a vocês leitores que não tem culpa de nada do que está acontecendo. O assunto está ficando muito sério e nós demos preferência a integridade do nosso repórter John Glenn que desde o começo só pensou na diversão de vocês. Durante a próxima semana daremos mais notícias sobre como está tudo. E continuaremos a pedir para que Lara Croft não tenha a nós como seus inimigos, e sim como amigos. Obrigado pela atenção de todos e até a próxima!


    Diretor Geral: Gerald Hunter
    avatar
    Audrey Santos
    The Godfather
    The Godfather

    Masculino Número de Mensagens : 141
    Idade : 28
    Pontos : 240
    Data de inscrição : 25/02/2009

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Audrey Santos em Ter 28 Jul 2009, 11:14

    Sábado, 30 de setembro de 2006

    SUCESSO!!! Essa é a única palavra para definir o que foi na semana passada a maior vendagem do jornal ''The Times'' desde o seu lançamento. A quase dois meses atrás, um de nossos repórteres teve acesso a umas anotações rotineiras da arqueóloga mundialmente conhecida, Lara Croft. Desde então, a redação do jornal tentou entrar em contato com a arqueóloga para falar do ocorrido. Mas sempre sem nenhum retorno.

    Até que após um mês de termos recebido o material, resolvemos publicá-lo em nosso jornal, já que a envolvida não queria entrar em contato conosco. Continuamos tentando manter contato e nada. Até que após a segunda semana de publicação de suas anotações em nosso jornal, Lara Croft foi quem entrou em contato. Nos ameaçou como ela sempre faz com seus acoados e nos intimou dizendo que se não parássemos com as matérias, ela teria que vir até a nossa redação para resolver o assunto pessoalmente e ao seu modo.

    Fomos dignos em dizer que nós erramos sem ter a aprovação dela para publicar as matérias. Mas mesmo assim sofremos as consequências. O nosso repórter John Glenn sofreu um acidente de carro a duas semanas atrás e ninguém descobriu o que houve com o carro, pois sumiu dois dias depois do acidente. Se isso tem a ver com o caso das anotações de Lara Croft, não sabemos, mas graças a Deus nosso repórter passa bem. Inclusive ele fez questão de escrever a matéria da semana passada.

    Sofremos processos e estamos respondendo a todos eles na justiça como manda a lei. Mas, apesar de tudo, ainda assim, publicamos semana passada todo o conteúdo das anotações da arqueóloga em um encarte especial fora do jornal. E em que isso resultou? Na maior vendagem da história do jornal desde o seu lançamento.

    Para se ter uma idéia, de início saímos com uma tiragem de 2.000.000 de encartes e foram encomendados mais 500.000. Uma vendagem absurda onde somente publicamos e motramos algumas anotações da arqueóloga mais conhecida no mundo. O que isso resultou a Lara Croft? Mais fama absoluta e ainda mais consagração em sua carreira. O que você acha leitor, essa parceria não iria dar certo para ambas as partes?

    Continuaremos a pedir para que a arqueóloga mais aventureira e mais conhecida em todo o mundo, entre em contato conosco para conversarmos melhor. Ainda assim, achamos que podemos nos dar muito bem. A você leitor só nos resta a agradecer e muito OBRIGADO por tudo. OBRIGADO por sua atenção e até a próxima!!!

    Gerald Hunter

    *****************************************************************
    Na Mansão Croft:

    - Lara foi você que mexeu no carro do repórter? - perguntou Winston assustado.
    - Digamos que, tive uma pequena ajuda de uma amiga - respondeu ela ironicamente.
    - De quem?
    - Da Ana Victoria se lembra dela?
    - Foi a que fez um site seu lá na Espanha?
    - Foi ela mesma.
    - Mas ela está aqui na cidade?
    - Está. Ontem eu me encontrei com ela lá no museu do Louvre e nós rimos muito do que fizemos com o idiota do repórter. Eu os avisei. Não quiseram me escutar...
    - Eu vou até perguntar para ela hoje, quando ela vier aqui em casa...
    - Ela vai vir hoje aqui? - perguntou Winston novamente assustado.
    - Posso continuar a falar? - Pode, me desculpe! - Obrigada. Eu vou perguntar, sobre o que ela acha de usar o Croft no sobrenome dela. Não existe só a minha família com esse sobrenome, então não vai ter nada demais nisso. Vai ficar legal, nós duas vamos parecer irmãs, Lara Croft e Ana Croft. A irmã que eu nunca tive.
    - Ah! Se o senhor Richard escuta a senhorita falando uma coisa dessas.
    - Ah! Winston não enche a minha paciência por favor. Isso não tem nada demais.
    - Ok! Me desculpe pelo o que disse. Vou ir para a cozinha, pois é a melhor coisa que eu faço.
    - Ok! Adeus então - disse ela.

    A campainha da mansão toca e Lara grita para Winston deixar para que ela atenda. Ao abrir a porta ela tomou um susto com quem estava na sua frente sorrindo com a edição do ''The Times'' na mão.

    - Lara! O que foi? Por que está me olhando com essa cara?
    - É que eu e o Winston acabamos de falar de você Ana, entre, vem.

    Ana entrou na casa e Lara a levou diretamente para a sala de jantar, perguntando é lógico se ela queria algo. Ana disse para ela a como andas o site Tomb Raider Saga na Espanha. Aproveitou para tirar de Lara muitas notícias novas para colocar no site no restante do dia. A noite Lara ensinou Ana a atirar e a praticar saltos em suas pistas de treinamento na mansão. No final da noite elas à beira da lareira na biblioteca conversaram sobre suas vidas e acabaram adormecendo nas cadeiras.

    Ana foi embora na manhã seguinte, mesmo após Lara insistir para que ela ficasse e dormisse de novo em sua casa. Não muito tempo depois, o telefone toca e Lara vai atender.

    - Lara? É a Ana!
    - Oi Ana, aconteceu alguma coisa?
    - Ainda não, mais eu acho que vai acontecer. Tem um homem me seguindo desde que eu saí da sua casa Lara. O que eu faço?
    - Em que lugar você está? - perguntou Lara indefesa.
    - Eu estou a uns dois quarteirões do hotel onde estou hospedada. É que eu fui no mercado e desde que eu vim daí, reparei que esse homem estava seguindo. Eu vou andar mais rápido para ver se ele vai andar mais rápido também.
    - Você está muito longe daqui. O jeito é você coseguir chegar no hotel Ana. Tenta manter a calma. Você tem algo para se defender?
    - Não tenho nada. Só estou com alguns biscoitos e um iogurte na sacola. Ai Lara! Ele está vindo mais rápido também. Eu vou correr!
    - Tem alguém perto de você?
    - Não tem ninguém, a rua está vazia. Lara! Ele está correndo! Socorro! Ele vai me pegar, ai meu Deus!
    - Corre Ana!

    O telefone de Ana cai no chão e Lara ainda consegue escutar o último pedido dela:

    - Socorro! Alguém me ajude! Pelo amor de Deus!

    Continua? Vocês é quem decidem!
    avatar
    Taataah
    Aprendiz
    Aprendiz

    Feminino Número de Mensagens : 2
    Idade : 18
    Pontos : 4
    Data de inscrição : 06/11/2010

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Taataah em Dom 12 Dez 2010, 23:04

    Cê não vai continuar?
    avatar
    Audrey Santos
    The Godfather
    The Godfather

    Masculino Número de Mensagens : 141
    Idade : 28
    Pontos : 240
    Data de inscrição : 25/02/2009

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Audrey Santos em Ter 14 Dez 2010, 03:50

    Nuss você gostou? Pensei que não fossem gostar, foi a primeira fanfic que eu escrevi. Faz muuuuuuito tempo já xD

    E não, não sei se vou continuar mas obrigado por ter lido.
    avatar
    Taataah
    Aprendiz
    Aprendiz

    Feminino Número de Mensagens : 2
    Idade : 18
    Pontos : 4
    Data de inscrição : 06/11/2010

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Taataah em Seg 20 Dez 2010, 14:55

    Ta bom então ! Sad
    Mas eu amei a historia Audrey ! Very Happy

    Conteúdo patrocinado

    Re: [FANFIC] Tomb Raider: O Castiçal de Yek

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 21 Set 2017, 05:43