(1x01) Capítulo 1 - Tabula Rasa

    Compartilhe
    avatar
    Hugo
    Aposentado

    Masculino Número de Mensagens : 377
    Idade : 23
    Localização : Guraujá - SP
    Pontos : 472
    Data de inscrição : 30/01/2009

    (1x01) Capítulo 1 - Tabula Rasa

    Mensagem por Hugo em Sex 13 Nov 2009, 16:43

    Tomb Raider: A Herança dos Sacerdotes
    Escrito por Richard Bentham



    Parte 1 – O Retorno Ao Egito

    Capítulo 1 – Tabula Rasa



    “Eventos estranhos estão ocorrendo nas proximidades das três pirâmides de Gizé e nas cidades de Gizé e Cairo, no Egito. De ontem à noite para hoje, notou-se uma grande baixa do rio Nilo e fortes tempestades de areia. Muitos habitantes amanheceram doentes, e os hospitais estão lotados. Não se sabe a ligação dos fatos, mas o que parece que uma grande onda de azar cobriu a região. O boato que corre entre os habitantes da cidade é que tudo está ligado à um incidente que ocorreu ontem à noite, numa escavação na Pirâmide de Quéfren. Um grupo de cinco arqueólogos foi soterrado por um desabamento que ocorreu na escavação da nova área encontrada embaixo da pirâmide. Quatro dos cinco homens foram levados para o hospital em estado grave. Um deles não foi achado. Temos um link em Gizé, Egito, com a nossa repórter Karen Smith”, disse a apresentadora do telejornal matinal, assistido por Lara Croft enquanto esta tomava seu café da manhã. O link do telejornal foi ao ar:
    “Obrigado Mary”, disse a jornalista, que estava em frente às três Grandes Pirâmides do Egito. “Estamos aqui com o bacteriologista Dr. Zukker e o historiador Alister Fletcher, que irão nos esclarecer um pouco sobre o que pode estar acontecendo.”
    “Bom”, iniciou Tom, “não temos dados suficientes para dar uma resposta concreta, mas podemos especular. Os arqueólogos estavam explorando uma nova área subterrânea da pirâmide quando tudo aconteceu. As câmaras estão fechadas há milênios, e pelo que me foi dito, são bem mais antigas do que a própria pirâmide, e muitos fungos, vírus e bactérias, que talvez nem conheçamos poderiam estar encubados lá. Talvez uma mutação desse agente patogênico tenha sofrido algum tipo de mutação no organismo dos quatro arqueólogos regatados. E pode ser que essa doença tenha se espalhado pela cidade. Isso pode explicar o porquê da população ter hoje amanhecido doente.”
    “Obrigada Tom. Agora vamos ouvir o que Alister tem a dizer”, disse Karen Smith.
    “Ah sim, claro Karen. Essa nova área encontrada na pirâmide é realmente um grande feito. Como o Dr. Zukker disse, é muito mais antiga do que a própria pirâmide. Ontem à tarde, eu explorei o local e os hieróglifos que estavam lá contam algo que nunca tínhamos visto anteriormente, e são realmente interessantes como complemento do que já sabemos. Porém, não sabemos o que havia lá embaixo. A história do Egito é envolta em lendas e mitos, e acho normal que a população ache que tudo isso está ocorrendo porque uma ‘maldição foi liberada’, mas é lógico que tudo pode não passar de uma grande coincidência. Trabalho com história há tempo suficiente para saber que não existe algo como maldições.”
    “Obrigada Alister. Hoje a área desabada voltou a ser escavada, e os engenheiros lá embaixo estão fazendo o máximo para reconstituir o local como eles encontraram para que mais pesquisas sejam feitas. De volta ao estúdio.”
    Clic. Lara desligou a TV.
    - Estranho, não é, senhorita Croft?
    - Também achei estranho. E achei curioso esse historiador Alister Fletcher não ter dito o que leu na nova área descoberta na Grande Pirâmide.
    Seguiu-se um momento de silêncio onde Winston esperava por mais um comentário de Lara enquanto essa estava com os olhos desfocados.
    - Bom, Winston – disse Lara enfim - vou fazer um cooper e passar na casa de uma amiga. Ela estava querendo ajuda com a mudança. Volto para o almoço.
    - Sim, senhorita Croft.

    Após ter fugido da polícia, encontrado as cinco Obscura Paintings e tudo mais, Lara Croft, apesar de ter sido inocentada por falta de provas concretas, dificilmente aventurara-se novamente. Estava quase que de férias eternas em sua mansão, estudando história e treinando em sua academia. Enfim, tentando levar uma vida mais ou menos normal. Muitas vezes, passava em Londres. Mas com essa notícia Lara sentiu-se curiosa. De repente, ela estava ansiosa para entrar em outra aventura, que não fosse com a polícia perseguindo-a. Porém, devido aos vários espaços brancos nesse incidente do telejornal, Lara conformou-se que não era nada anormal.

    Quando voltou à mansão após seu cooper matinal, Lara foi chamada por Winston:
    - Lady Croft! Venha ver isso!
    Lara foi até Winston. Ele assistia ao canal de notícias.
    - O que foi Winston? Perguntou Lara sem entender.
    - Olhe!
    “Incidente no México” disse o homem do telejornal. “Foi relatado por guardas que houve uma invasão na Pirâmide do Sol, na Cidade do México, hoje pela manhã. Um forte barulho vindo do lugar invadido, seguido por um terremoto e ventos fortíssimos chamou atenção dos guardas. Eles chegaram a ver pessoas correndo para fora da Pirâmide, mas não conseguiram pegar os invasores. Mais tarde teremos maiores informações sobre o incidente.”
    O homem do telejornal começou a falar dos esportes. O mordomo perguntou:
    - Coincidência, Lady Croft?
    - Com certeza não Winston. Alguém está por trás disso. E quem quer que seja, aposto tem ligação com o Egito. E talvez seja a mesma pessoa.
    - Nesse caso – disse Winston – é melhor eu arrumar o seu arsenal.
    - Ainda não Winston – disse Lara sorrindo. Winston já a conhecia o suficiente para arrumar seu arsenal toda vez que algo estranho acontecia em qualquer lugar no mundo. Mas como isso poderia não ser nada de mais, Lara simplesmente respondeu que precisaria de mais informações antes.
    - Com quem você pretende conseguir essas informações? Com um dos sobreviventes do acidente no Egito?
    - Não... Eles seriam os principais suspeitos de quem está por trás disso. Preciso começar pelo começo, descobrir a razão de tudo: preciso de informações sobre essa nova área na pirâmide de Quéfren, no Egito, que foi descoberta recentemente. De informações de mais alguém que já esteve lá.
    - O historiador?
    - Sim, Alister Fletcher, o historiador.

    Lara passou o resto do dia na biblioteca pesquisando em seus livros de história. Não encontrou nada interessante, o que já era de se esperar, pois na época que aqueles livros foram escritos, na opinião de Lara “há dois séculos”, a nova área na Grande Pirâmide ainda não havia sido descoberta. Porém, isso a ajudava a matar o tempo. Não foi necessário muito tempo para que Lara decidisse realmente investigar essa história e, após definitivamente resolver embarcar em uma nova aventura, Lara e Winston fizeram inúmeras ligações e pesquisas. Descobriram que Alister estava pegando um avião do Cairo para Inglaterra, onde ele morava. Ele dava aulas na Universidade de Oxford, e Lara marcou de se encontrar com ele na manhã seguinte, em Oxford.

    Lara desistiu de pesquisar e foi treinar um pouco na sua academia. Sentia saudades de suas aventuras: lembrou-se do Scion de Atlantis, do confronto com Natla, da busca pela Adaga de Xian, e de suas outras histórias passadas. Quando a noite chegou, Lara tentou continuar a treinar, porém a idéia de uma nova jornada ainda atormentava-a, mesmo que de uma maneira boa. Ela, na verdade, sentia sacar suas pistolas e embrenhar-se no primeiro arbusto que visse. Mas conteve-se.

    Finalmente amanheceu. Lara arrumou suas coisas, despediu-se de Winston e voou para a Universidade de Oxford, para se encontrar com Alister Fletcher. Chegando na Universidade, encontrou-o na biblioteca:
    - Olá Sr. Fletcher – disse Lara, apertando a mão de Alister – Sou Lara Croft. Como disse, e o senhor provavelmente já sabe, sou arqueóloga e gostaria de fazer algumas perguntas sobre sua visita à nova área encontrada na Grande Pirâmide de Quéfren, e que desabou.
    - Olá, Srta. Croft – disse Alister – Sim, vamos...
    Os dois sentaram-se numa mesa e ficaram um de frente para o outro. Eles se encararam por um momento.
    - Eu já ouvi falar de você Srta. Croft. Disseram-me que você rouba tumbas. Concordei com esse tipo de “entrevista”, mas não sei se realmente devo falar algo...
    Alister não olhava nos olhos de Lara enquanto falava.
    - Com certeza você já ouviu muitas coisas sobre mim Alister, e com certeza mais da metade era mentira. Agora chega de conversa fiada: o que você leu na nova área encontrada na pirâmide?
    - Com todo respeito senhorita, não lhe devo satisfações...
    Alister pareceu ter mudado de idéia repentinamente, e parecia não estar mais disposto a falar nada, apesar de ter concordado com tudo por telefone. Ele levantou-se para ir embora, mas Lara puxou-o pelo braço e o fez sentar-se novamente. A agitação fez com que algumas pessoas olhassem. Os dois disfarçaram.
    - Vamos lá, me diga! Disse Lara, que estava ficando impaciente.
    - E por que eu deveria lhe contar? Por que deveria confiar em você?
    Alister parecia com medo. Dava para notar em seu rosto que estava muito incomodado e queria sair dali o mais rápido possível.
    - Escute – disse Lara, olhando dentro dos olhos de Alister – minhas intenções não são só na história. São também nos acontecimentos. Entendo que você esteja receoso por tudo o que está ocorrendo, mas, por favor, me ajude a decifrar esse enigma. Pode ser que a pessoa errada esteja lidando com algo perigoso, não seria a primeira vez que isso acontece. Eu preciso de informações. Nós podemos trabalhar juntos, como numa parceria.
    Isso significava muito para Lara. Ela não queria apenas redescobrir a história como aventurar-se novamente. O fato de poder descobrir novos artefatos a deixava extremamente curiosa. E ela não viajaria até Oxford para voltar para a mansão sem a informação que queria.
    - Parceria? Mas, o que eu vou ganhar com isso?
    - Bem, você pode trabalhar para mim. E quando eu descobrir o que há de novo na história, o seu nome também receberá gratificações.
    - Eu sou um historiador que não leva muita fé que ainda haja história nova para ser contada, Lady Croft – disse Alister, enfatizando o “Lady Croft”.
    Lara percebeu que ele tinha uma mente fechada. Mas não entendeu como um historiador poderia ser assim.
    - Me ajude e, se houver algo, você também receberá créditos. Isso é tudo que tenho a oferecer.
    - Tudo bem – concordou Alister, finalmente – vou te contar o que eu li.
    Alister arrumou-se na cadeira, limpou a garganta e começou:
    - Estava passando férias no Egito e, logo que a nova área foi descoberta, foi anunciado que precisavam de profissionais, historiadores ou arqueólogos, para explorar a área. Vi nisso uma oportunidade e fui. Logo eu, que não acredito que ainda haja algo novo para ser descoberto.
    “O mais irônico em tudo é que o arqueólogo responsável pelas escavações na pirâmide não estava lá. Na verdade, eu fui o primeiro e único que se candidatou para entrar na nova área descoberta, e isso eu achei realmente estranho. Todo mundo, até os engenheiros que estavam escavando, pareciam receosos e ficavam desconfortáveis quando se falava do assunto. Quando desci à nova área, a primeira coisa que percebi foi que a estrutura era diferente. Na verdade, a estrutura parecia anterior à da construção das pirâmides. O que já tinha sido escavado até o momento era uma grande escada, e um grande corredor vazio, com inscrições nas paredes. E eu descobri é que o que tem naquela área é algo que ninguém queria que encontrassem. É algo proibido. É um pedaço de um tal de ‘Pergaminho do Tempo’. ”
    - Nunca ouvi falar... – começou Lara.
    - Deixe-me continuar! Disse Alister, levemente irritado por ter sido interrompido. E continuou – O que eu li foi:

    “Com o Pergaminho do Tempo
    Está o poder da vida eterna
    Porém resta um aviso:
    Mesmo que tente fugir
    Contra a fúria dos sacerdotes, não poderá competir”

    - É claro, eu pensei que fosse só mais uma lenda egípcia. Enquanto eu estava lá, ainda estavam escavando, e havia muita confusão e barulho. Resolvi marcar um horário para depois, para examinar tudo com mais calma.
    Alister parecia abatido ao lembrar daquilo. Fez uma pausa e então continuou:
    - Eu não me senti muito bem naquele lugar. Pode ser besteira, mas realmente saí um pouco mal de lá. Aquele lugar não era bom.
    Lara não achou a história nem um pouco emocionante. Poucas coisas surpreendiam Lara Croft, pois já era comum para ela fazer descobertas antigas que ninguém acreditaria se ela contasse. Mas levou em conta que nem todo mundo costumava deparar-se com esse tipo de coisa. Alister continuou a falar:
    - Quando soube que eventos estranhos começaram a ocorrer depois do desabamento da área escavada, tive certeza, desde o primeiro momento, que tinha algo a ver com o que estava escrito naquelas paredes. Não sei como, mas tinha a ver. E com certeza, o grupo de arqueólogos que entrou lá também ficou sabendo disso. O que mais me preocupa é que dos cinco do grupo, apenas quatro foram resgatados. Do quinto não se teve notícia. Mais ninguém quer chegar muito perto das pirâmides. A pior de tudo foi que os quatro resgatados morreram.
    - Morreram? – perguntou Lara, surpresa.
    - É, essa manhã. Escutei no rádio.
    - Você escutou sobre o incidente no México, ontem?
    - Sim. Pergunto-me se há alguma ligação.
    - Com certeza há. E, agora que os outros quatro morreram, a única pessoa que penso que pode estar por trás disso é o quinto componente do grupo, o que não foi achado.
    - Não desconfia de mim? – perguntou Alister.
    - É claro que não!
    - E por quê? Perguntou ele, tentando demonstrar algum perigo.
    - Ah, serei realista. Acabei de te conhecer e, com certeza, você não seria capaz de roubar uma tumba. Você é muito certinho.
    - Certo – concordou Alister, sem jeito – Mas como pode ser o quinto componente do grupo? Uma tumba desmoronou sobre ele. Ele não pode estar vivo.
    - Uma tumba desmoronou sobre mim também Alister – respondeu Lara.
    Uma pausa seguiu-se. Lara levantou-se e disse:
    -Vamos.
    -Vamos para onde? Perguntou Alister, confuso.
    - Para a minha mansão. Se quisermos saber e parar o que está acontecendo, temos que começar a trabalhar o mais rápido possível.


    _________________

      Data/hora atual: Qui 21 Set 2017, 05:41